Senhora do Monte

quinta-feira, janeiro 13, 2005

Da Cidadania

Este texto do Luís Pinheiro Coutinho é especialmente interessante, tanto mais quanto verdadeiro. Este blogue - que fique claro! - toma partido (vários partidos, melhor dizendo, tantos quantos os teclados dos seus membros) mas não é partidário, ou seja, o facto de eu tomar uma determinada opção e responder por ela não obriga a que nenhum dos que me acompanham neste miradouro tenha posição semelhante à minha, muito pelo contrário. Aliás, a divergência - saudável - é factor que quanto a mim apenas o valoriza. E dito isto, vamos a(os) votos!
De igual modo, existe na já referida entrada do Luís um outro pormenor muito curioso a que a generalidade das pessoas não tende a dar grande importância, intoxicada que está pela "independência" dos opinion-makers, invariavelmente a escrever à esquerda: é que existem de facto várias direitas, mais ou menos históricas, mais ou menos personalistas, mais ou menos musculadas, mais ou menos pessimistas, mais ou menos (p)actuantes - Jaime Nogueira Pinto tem aliás estudado muito a questão. E quanto a isto creio que tanto eu como o Luís estamos de acordo. Onde podemos eventualmente discordar - ou talvez não - é na constatação de um facto: há direitas e direitas até nisto: umas são toleradas pela opinião que se publica; outras são tratadas abaixo de cão. Enfim, talvez daqui a mais trinta anos...
E um abraço!

4 Comments:

  • É só para avisar os proprietários deste blogue que os (e)leitores começam a estar fartos da novela "O-Pedro-Guedes-anunciou-o-seu-sentido-de-voto-e-os-outros-autores-não-gostaram". Tanto que o postal que um dos seus críticos publicou neste blogue sobre a Nova Democracia e o Manuel Monteiro é tão ou mais político que o do PG, sem que na altura os demais bloguistas houvessem reagido no mesmo tom. De igual modo, quando o Patrick escreve postais em que não esconde o seu amor ao F.C. Porto, seria normal que os colegas todos viessem esclarecer as suas posições clubísticas. E quando o mesmo Patrick escreveu sobre os U2: "É a minha banda de eleição!" — os outros deveriam de ter publicado logo um postal a explicar, muito cautelosamnente, que na Senhora do Monte, cada bloguista tem os seus gostos musicais e tal, mas que as preferências do Patrick não são comuns aos seis sócios no activo.
    Isto tudo, está claro, para que os mais incautos não possam tomar a parte pelo todo.
    Acho este ponto dos U2 particularmente importante. A mim, por exemplo, que alinho politicamente com o Pedro Guedes, seria mais fácil apanharem-me na Festa do Avante do que num concerto do sr. Bono & Companhia... Será que a Senhora do Monte em peso está com os U2? E torcem todos pelo F.C. Porto?

    By Blogger BOS, at 10:34 da manhã  

  • O BOS não percebeu, ou percebeu - pq me parece ser uma pessoa com discernimento mais do q suficiente para isso - que aqui no blogue não houve nenhuma crítica ao Pedro Guedes, ou melhor o BOS percebeu mas quis aqui vir fazer o seu número, esta no seu direito.
    A menos que o BOS seja tão sensivel à critica, que consiga descortinar criticas onde apenas há clarificação sobre o posicionamento ideológico de um modesto blogue.
    Aviso-o - apenas para utilizar o seu tom - que o Pedro Guedes não necessita de qualquer advogado de defesa por quatro razões essenciais:
    1- Não foi acusado de nada , nem por mim, nem pelo LPC.
    2- O rapaz despacha bem o serviço se for caso disso
    3- Porque o Pedro esta numa casa ( blogue) q é dele e daqui " dispara-se" no essencial para fora e nao para dentro.
    4- Se ainda assim o Pedro precisasse de um advogado de defesa estaria aqui eu na 1ª fila e acredito tb o BOS se juntaria a mim, embora provavelmente tivesse que se posicionar na 2ª fila, pq nestas coisas da vida militar e das trincheiras a antiguidade é um posto.

    Posto isto, dir-lhe-ia o seguinte:

    Apreciei a sua ginastica mental trazendo aqui à colação o FCP e os U2.
    Mas desculpe que lhe diga intelectualmente sso não é honesto, pelo seguinte:
    O fcp e os U2 são fenómenos e instituições reconhecidos à escala mundial.
    Podemos gostar, não gostar, mas todos conhecem a sua historia, a sua obra, o seu percurso e as suas carreiras.
    Quanto ao PNR trata-se de um Partido desconhecido da esmagadora maioria dos portugueses. Repare que os portugueses podiam conhecer e não o distinguir com o seu voto, mas a questão é que pura e simplesmente as pessoas não o conhecem.
    Conhecem o Frota, o Toy, a Porca Camila, mas nao conhecem o PNR.
    Sei que não é mais conhecido por falta de meios - os mesmos que sao concedidos à porca camila para se guindar ao estrelato - mas a realidade é essa,
    ninguem sabe quem são os seus dirigentes, as suas ideias a sua práxis política.

    AGORA VAMOS AO ESSENCIAL:

    Repare q digo no meu post q não vejo fantasmas no PNR.
    Mais uma vez parece não ter percebido o BOS - mas eu sei q percebeu - que justamente o disse porque antevendo a fortissima possibilidade da esmagadora maioria dos nossos leitores e de outros blogues, não saberem o q é o PNR achei por bem dismistificar ideias sombrias q pairam sobre a vossa organização.
    Não sabe o BOS que para algumas cabeças menos esclarecidas o seu Partido não passa de uma organização obscura, de ideologia extremista, fascista, que visa fins totalitários?
    Acha possivel ser dirigente do pnr e não saber disto?

    Por fim deixo-lhe um conselho:

    Use a sua verbe e o seu blogue para explicar aos seus leitores - onde me incluo regularmente - qual seria a praxis política do seu partido caso viesse a atingir o poder.
    Fale claro e explique aos seus leitores que existem nacionalismos extremistas que fazem uso do racismo, da xenofobia, da raça ou da supremacia dos mais aptos, do fundamentalismo religioso, da prepotencia e opressao, que conduzem a regimes totalitários ( nazis, fascistas, fundamentalistas ou comunistas) e que usam da violência e outros métodos imorais para atingirem todos os seus objectivos, até imperialistas.
    MAS QUE O PNR NAO SE REVE NESTES NACIONALISTAS.

    Diga-lhes que o vosso nacionalismo depende do bom-senso, que não é imcompativel com os sistemas democraticos ocidentais, que respeita todos os povos e as diferentes nações, as suas culturas diversas e q n pretende entrar em conflitos gratuitos.
    Que o PNR baseia a sua actuação na defesa dos costumes e da cultura e que desconfia de todas as ideias q vem do estrangeiro.
    e q para além disso defende as medidas q o pedro nos legou aqui no estabelecimento no seu discurso laudatório.
    Eu penso saber q é este o Nacionalismo do vosso Partido, mas acho que vosselencias gastavam bem as vossas energias se explicassem isso ao eleitorado, se é q n estou enganado.
    Pois não?

    By Blogger gelsenkirchen, at 1:25 da tarde  

  • Caro Patrick, não me leve a mal a insistência. O meu comentário supra é o de um leitor regular da Senhora do Monte que, após o postal do PG, acha despropositado o extenso rol de justificações, no caso do Patrick e do LPC. Não foi outro o meu propósito. Julgo que nem sequer merecia, por isso, uma réplica tão extensa.
    Não sou advogado de defesa de ninguém. Ainda para mais do PG, que não precisa. E muito menos na Senhora do Monte, onde o sei entre amigos.
    Este assunto não tem grande importância, mas sempre lhe digo que a refutação que deu ao meu comentário não colhe. Sobretudo quando tenta separar as águas, dizendo: "O fcp e os U2 são fenómenos e instituições reconhecidos à escala mundial". Quer isto dizer que se um de vocês tivesse louvado a Banda de Sapadores de Montemor, que ninguém conhece, em vez dos U2, já os demais membros deviam de explicar as suas preferências musicais!... E quer dizer, outrossim, que se o PG ou outro membro cantasse loas à Internacional Socialista ou ao Partido Republicano do sr. Bush, instituições reconhecidas internacionalmente, já os outros não podiam afastar-se por escrito das posições por ele assumidas!
    Finalmente, sei muito bem que para "algumas cabeças menos esclarecidas" o PNR é uma organização extremista e fascista. E olhe que para algumas cabeças mais esclarecidas também. Já expus no meu blogue por diversas vezes as minhas ideias sobre nacionalismo, aflorando inclusive as questões da xenofobia e outras. Mas o Nova Frente — mais blogue pessoal que blogue partidário, ainda que a (tentar) descambar para as ideias e a cultura — não pode nem quer substituir o próprio "site" do partido, acaso de mais fácil acesso e com mais visitantes que o meu blogue.
    Receba um abraço do leitor fiel,
    BOS

    By Blogger BOS, at 4:24 da tarde  

  • Assunto encerrado.
    siga a rusga!
    cumprimentos, caro BOS

    By Blogger gelsenkirchen, at 5:18 da tarde  

Enviar um comentário

<< regressar à página de entrada