Senhora do Monte

quarta-feira, dezembro 01, 2004

Sampaio: a decisão certa no tempo errado

Sampaio demitiu o Governo. Tomou a decisão certa na hora errada. Saberão porquê no próximo post.
Agora deixo aqui as principais razões , pelas quais, em tese, a decisão ora tomada é acertada.
Assistem ao Presidente razões de ordem nacional:
Desde logo, porque qualquer Presidente da República deve colocar o interesse nacional acima de tudo. Sampaio, embora do meu ponto de vista, inoportunamente, agiu em consciência e entendeu que mesmo correndo riscos, o país não podia continuar neste clima de bandalheira.
Depois, porque este Governo, - e Sampaio esta intimamente ligado a este erro primário e grosseiro - enfermava desde o início de falta de legitimidade democrática, o que lhe conferia uma inultrapassável vulnerabilidade.
Para além disso, Santana não tinha o minímo perfil para o lugar. Era peixe completamente fora de água.
E estas são razões mais do que suficientes - embora pudessemos arranjar mais uma mão cheia delas - para legitimar a decisão presidencial.
Mas Sampaio, tinha também uma razão de ordem pessoal:
Como é que na reforma, que se adivinha, poderia tomar chá e jogar à canastra com os seus companheiros de sempre, que havia traído?
Ele esperava ansiosamente para se poder redimir perante o país, mas principalmente, perante os seus pares, da argolada de Julho passado.
Fê-lo agora, convencido que deixa escancarado o caminho para São Bento ao seu partido.
Talvez se engane...