Senhora do Monte

quinta-feira, dezembro 02, 2004

A âncora da convicção

Desde o momento em que me pediram para participar neste blogue que me declarei afastado da política, mais interessado em escrever sobre outras coisas. Mas eis que me chamam à liça e sob pena de ver os meus colegas de blogue a politicar a alta velocidade e eu a vê-los passar, apresento-me ao combate. Mas não tenho a amplitude de movimento que outros apresentam.

Sou militante do CDS e fui eleito, em dois mandatos, membro dos Órgãos Nacionais do Partido, na lista de Paulo Portas. Não sou isento. Tenho porém o distanciamento necessário para comentar aquilo que aqui é dito e expressar o que penso sobre as questões políticas que nos surgem agora. Apenas julgo estar a salvo da maré, da onda que se cria contra o Santana, por que é disso que se trata, é o apanhar a onda, de estar na vanguarda da crítica.

A minha convicção de que os valores em que acredito estão na base das medidas que o CDS fez aplicar, ou tentou fazê-lo, na sua participação no Governo em medidas concretas com reais benefícios para as pessoas é a minha âncora, que me protege das "ondas".

Afastei-me da política activa porque, atingido o objectivo de colocar o CDS no Governo, muitos surgem, muitas vezes do nada para levar o Barco. Eu sou dos que me dou melhor a combater sondagens de 3%.

E elas aí estão, pelo que a minha participação, daqui para a frente neste blogue deverá ser transparente para os outros bloguistas e os que se dignarem ler o que escrevemos.

Apenas um desabafo: nunca pensei que a pessoa com que mais concordo das que se pronunciaram até agora sobre esta crise política fosse o Alberto João Jardim


LPC

4 Comments:

  • LPC,
    Não és isento e fazes tu muito bem. Também não sou e mesmo muitos dos que assim se declaram acabam de igual modo por não o ser. Em boa verdade, penso que só são "isentos" os que nada pensam ou que pouco ou nada querem com convicções e valores. Resumindo, um bom postal!
    Pedro Guedes

    By Anonymous Anónimo, at 6:00 da tarde  

  • Concordando o mais possível com o comentário que o P Guedes aqui deixou, acrescentaria: Bemvindo à trincheira. abraço, Patrick Blese

    By Anonymous Anónimo, at 12:50 da manhã  

  • Meu caro Pedro G. ;
    Quem te conhece, apesar de no nosso "caso" a nossa amizade nao é muito profunda, sabe que es um homem de bem,com valores solidos e que sempre defendeu as suas convicçoes. Neste teu postal mais uma vez demonstras umas das qualidades que mais aprecio num ser humano : A frontalidade, aliada a uma capacidade de raciocinio e de explanaçao a todos os niveis excelente. Devo dizer-te que desconfio de quem nao tem opiniao, ou de quem diz nao a ter,quando assim é ou mentem, ou nao tem coragem de assumir as suas posiçoes. Estou farto dessas pessoas, temos que ter a coragem de esgrimir ideias, é nas nossas diferenças que esta a virtude da vida, ja chega de meias verdades, ja chega de casos Marcelo,Apitos dourados,"Casas Pias", há que assumir com frontalidade que o ser humano erra, muitas vezes diria ate demasiadas vezes intencionalmente, e este tipo de erros tem que ser pagos quer socialmente, quer judicialmente, espero sinceramente que o futuro deste pais passe por Homens como tu, em que os principios norteiam a sua forma de estar, em que os valores da vida sao sempre respeitados, por isso gostei de ler o teu postal.
    Um abraço
    Jordao Felix

    By Anonymous Anónimo, at 4:50 da tarde  

  • Agradeço na mesma a simpatia.

    LPC

    By Blogger Lucout, at 6:03 da tarde  

Enviar um comentário

<< regressar à página de entrada