Senhora do Monte

quinta-feira, dezembro 16, 2004

E se um dia, por exemplo no próximo dia 20 de Fevereiro...

E se um dia, por exemplo no próximo dia 20 de Fevereiro, o PS ganhasse as eleições legislativas?
E se um dia, por exemplo no próximo dia 20 de Fevereiro, os eleitores decidissem mostrar a Santana Lopes que concordam com o que Portas veio a público dizer?
E se um dia, por exemplo no próximo dia 20 de Fevereiro, esses eleitores decidissem mostrar a Santana Lopes que a estabilidade foi património do CDS-PP, que a sobriedade e a responsabilidade foram apanágio dos populares, que os argumentos ou os pretextos (como lhe chama Portas) a existirem não foram culpa de Portas?
E se um dia, por exemplo no próximo dia 20 de Fevereiro, os eleitores decidirem mostrar a Santana Lopes que Portas, no fundo, se portou mesmo melhor?
E se um dia, por exemplo no próximo dia 20 de Fevereiro, os eleitores decidirem que por haver a certeza de uma coligação pós eleitoral entre PSD e CDS-PP é indiferente votar num ou noutro.
E se um dia, por exemplo no próximo dia 20 de Fevereiro, esses eleitores, por ser indiferente, votarem em Portas como sinal de agrado, como que fazendo um afago ao PP e dando um puxão de orelhas a Santana Lopes e ao PSD.
E se um dia, por exemplo no próximo dia 20 de Fevereiro, estes eleitores que votam PP dando o doce a Portas forem, na sua grande maioria, eleitores do PSD, eleitores que só não votam PSD porque... é a mesma coisa votar PP? Afinal, vai haver coligação.
E se um dia, por exemplo no próximo dia 20 de Fevereiro, não houver coligação porque ganhou o PS?
E se um dia, por exemplo no dia 20 de Fevereiro, a votação tradicional do PSD baixar significativamente e a do CDS-PP crescer não menos significativamente?
E se um dia, um dia qualquer, por exemplo no próximo dia 20 de Fevereiro, o Dr. Pedro Santana Lopes desse corpo ao sonho de Sá Carneiro – Um Governo, uma maioria, um presidente – ao fazer implodir o PPD-PSD e ao colocar tudo na mão do PS?
E se um dia, por exemplo no próximo dia 20 de Fevereiro, eu estivesse redondamente enganado?
Era bom, não era?
Até mais logo